EDITORIAL

A ADMINISTRAÇÃO DESCONECTADA
O que é o CARTÃO MINHA COSMÓPOLIS?


A ADMINISTRAÇÃO DESCONECTADA

Vamos fazer uma análise sobre os dados fornecido pela Prefeitura Municipal de Cosmópolis (PMC) sobre o CARTÃO MINHA COSMÓPOLIS, utilizando um jogo de perguntas e respostas.

1. O que é o CARTÃO MINHA COSMÓPOLIS?
Segundo informações da PMC é a criação de um banco de dados de todos os cidadãos cosmopolenses e o cartão em si, é um "comprovante" de que seus dados foram fornecidos.

2. Para que servirá esse BANCO DE DADOS?
Com isso a PMC pretende saber quem são as pessoas que se utilizam dos serviços públicos e quais são os serviços utilizados por elas.

3. Quais "benefícios" a população terá ao fornecer seus dados para a PMC?
Segundo a PMC em breve o cidadão poderá solicitar serviços via aplicativo; na educação, acompanhar frequência, boletim e cardápio da merenda. Na saúde poderão ser feitos agendamentos de consultas, verificar a disponibilidade de medicamentos e obter resultados de exames.

4. Quais os resultados esperados com a captação dos dados da população?
Segundo a PMC, ampliar o alcance das ações governamentais, com foco na inclusão social e na participação popular nas decisões de interesse coletivo. Os serviços propostos contribuirão para a criação de um governo eletrônico, cujo objetivo é ser um instrumento para melhorar os serviços públicos e o relacionamento com a sociedade, mediante a utilização das tecnologias da informação e comunicação.

Reflexão sobre estas informações:

1. É necessário conhecer os dados da população e assim entender suas necessidades e consequentemente as necessidades das regiões em que residem para elaboração de políticas públicas?
Primordial, somente dessa forma será possível elaborar políticas públicas que atendam a população com equidade.

2. O CARTÃO MINHA COSMÓPOLIS servirá para isso?
No ponto de vista deste analista, não!
O cartão não é uma política pública e sim um evento político no qual a administração chefiada pelo Prefeito, Secretários e alguns Vereadores exploram a ingenuidade política da população oferecendo "benefícios" que na verdade são obrigação do poder público atender.
Não é necessário cadastro ou coleta de dados para oferecer facilidades aos pais para verificarem o rendimento escolar dos filhos. Também não é necessário coletar dados para oferecer transparência na agenda médica para realização de consultas e exames ou disponibilidade de remédios na Farmácia Municipal.
A coleta de dados não servirá para melhorar os serviços públicos, engana-se quem acredita nisso, pois, serviços públicos é muito diferente de políticas públicas.
Os serviços públicos devem ser prestados de forma eficiente e facilitada, independentemente das figuras públicas que ocupam os cargos, enquanto políticas públicas devem ser elaboradas anteriormente ao início do mandato, ou seja, no plano de governo do candidato, e, em virtude dessas propostas que se elege um Prefeito.
Contudo, concluímos que a implantação deste cartão é mais uma medida de propaganda política sem qualquer conexão com a realidade das necessidades da população, este cartão visa apenas obter vantagem sobre a ingenuidade política das pessoas.
No avanço digital em que vivemos, não há mérito algum em disponibilizar serviços por aplicativo de celular, tampouco, entregar um cartão de material sintético que conterá nome, data de nascimento e CPF do cidadão. Ao contrário, isso mostra o quanto a administração está "desconectada" da realidade, pois, enquanto o Governo Federal propõe a unificação de documentos e redução da quantidade de papeis impressos e da burocracia, pois a nova carteira digital já oferece diversos elementos dos dados do cidadão, o Governo Municipal aumenta o uso com mais este documento.



Fale conosco pelo WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



EDITORIAL  |   08/08/2022 12h43

Cosmópolis - SP
 




EDITORIAL  |   07/07/2022 11h55

Cosmópolis - SP
 

EDITORIAL  |   04/07/2022 14h47

Cosmópolis - SP