INOVAÇÃO - TECNOLOGIA

Tecnologia 5G: cidades no Brasil recebem a opção de internet móvel
Porto Alegre, João Pessoa e Belo Horizonte passaram a ter a opção 5G nesta sexta-feira (29).


Foto: Reprodução.

Mais cidades brasileiras passaram a ter sinal de 5G, a quinta frequência da telefonia móvel. A lista, por ora, tem as capitais João Pessoa, na Paraíba, Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, e Belo Horizonte, em Minas Gerais, que tiveram 5G disponível desde a última sexta-feira, 29.

O sinal de 5G estava disponível somente em partes de Brasília até então. As demais capitais devem ter o sinal ligado até o fim de setembro.

A ligação em João Pessoa, Belo Horizonte e Porto Alegre foi aprovada pela Anatel na última quarta-feira, 27 de julho, o que significa que a "limpeza" para uso das faixas foi concluída, o que ainda não ocorreu em outras capitais.

Com o processo feito, a expectativa é que as três maiores operadoras (Tim, Claro e Vivo) acionem o sinal nesta sexta-feira em parte das cidades contempladas.

O que muda com o 5G

As cidades passarão a ter rede em frequências dedicadas nos padrões Non-Standalone (NSA) e o Standalone (SA), os usados no 5G.

As antenas, porém, devem cobrir apenas uma parte da área neste primeiro momento. Além disso, nem todos os aparelhos são compatíveis com a nova tecnologia (caso de celulares mais antigos ou dos iPhones, no caso específico dos brasileiros, como a EXAME mostrou).

Nos aparelhos em que o sinal já é captado, a promessa é de velocidades até 20 vezes superiores ao 4G, com consumo mais rápido de vídeos, jogos e ambientes de realidade virtual.

Mesmo nas cidades com sinal de 5G, a tendência é que haja ampla variação entre bairros diversos e pontos específicos da cidade, como foi visto em Brasília, que oficialmente teve sinal a partir de 6 de julho. Na capital federal, o sinal cobriu somente parte dos bairros, com oscilações entre 4G e 5G nos aparelhos.

Segundo dados da Open Signal compilados pela consultoria Statista no ano passado, entre os oito países com maior disponibilidade de tecnologia 5G, a Coreia do Sul é campeã, com usuários conectados em 28,1% do tempo a uma conexão do tipo.

Quando o 5G chegará em outras cidades?

Para "ligar" o 5G nas cidades, é necessário que ocorra uma limpeza das faixas por onde vão transitar os sinais de internet.

O processo consiste na migração do sinal de TV por antenas parabólicas da atual frequência para uma nova, de modo a evitar interferências. Na prática, equipes de campo nas capitais estão instalando filtros nos equipamentos para fazer esse "desvio" no sinal.

As cidades contempladas inicialmente com o 5G foram onde tal procedimento conseguiu ser feito mais rapidamente.

Outras cidades como Goiânia, Salvador, Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo também já estão trabalhando nessa limpeza da faixa, segundo informou no começo do mês o conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Moisés Queiróz Moreira, que preside o grupo responsável pelo processo, segundo o Estadão Conteúdo.

Ainda não é possível estimar uma data para liberação do 5G nessas localidades. "Rio e São Paulo são sempre mais complicadas", disse o conselheiro, referindo-se à dimensão das cidades e ao número de filtros a ser instalados.

A ativação do 5G nas capitais estava original prevista para acontecer até 31 de julho, mas o Gaispi, grupo responsável pela organização da faixa, pediu a prorrogação por mais 60 dias - conforme previsto no edital de leilão das faixas - por causa da lentidão da chegada dos filtros importados da China.

(Com Estadão Conteúdo)



Fale conosco pelo WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






TECNOLOGIA  |   01/12/2021 14h29


TECNOLOGIA  |   29/11/2021 19h39